Propostas de ensino bilíngue para alunos surdos através de histórias do gênero infantil com turmas do 1º ano das séries iniciais

Camila Barreto Constantino Fortes, Hérica Moreira Ribeiro

Resumo


O presente trabalho traz um relato de experiência educacional que tem como ponto de partida a utilização da história do gênero Literatura Infantil “Chapeuzinho vermelho” com duas turmas do 1º ano das séries iniciais do Colégio de Aplicação do Instituto Nacional de Educação de surdos – CAp/INES. Com objetivo de relatar as estratégias pedagógicas sob uma perspectiva bilíngue para surdos, e considerando as etapas de ensino por gêneros textuais como propõe Ramos (2004), apresentamos o discorrer das etapas denominadas pela autora de: pré-leitura, detalhamento e pós-leitura. Nossa motivação inicial para o trabalho com histórias infantis se deu por percebermos que os alunos não se interessavam por livros, e tínhamos dificuldades em obter sua atenção durante a contação de histórias. No desenvolvimento das estratégias e aplicação do trabalho, na primeiraetapa buscamos apresentar diversos livros, com cores e tamanhos diferentes, para que os alunos tivessem a oportunidade de explorar as imagens de forma livre e pudessem trocar experiências de leitura com os amigos de turma sem interferência do professor. Passamos a frequentar a sala de leitura e a trocar os livros expostos em sala de aula semanalmente, de modo que os próprios alunos deveriam selecionar as histórias disponíveis para leitura. Vale ressaltar que, por se tratar do 1º ano, os alunos se encontravam em fase de aquisição de língua, logo, proporcionar atividades que explorassem os aspectos da visualidade (CAMPELLO, 2007) se tornava fundamental para o desenvolvimento de práticas discursivas. Na segunda etapa, denominada detalhamento, foi realizada a contação da história infantil “Chapeuzinho vermelho”, explorada de diversas formas: contada pelas professoras regentes e pelas professoras de Libras, com a utilização de dedoches, vídeos em Língua de Sinais e também o uso como recurso de um mural temático, com fotos dos alunos caracterizados nos personagens da história. Foram propostas também atividades de interpretação impressas, sempre realizando o registro do entendimento da história por meio de desenhos feitos pelos alunos. Na terceira etapa, denominada pós-leitura, exploramos junto aos alunos outras versões da história, nas quais o título e/ou enredo eram parcialmente modificados, levando-os à identificação de mudanças e semelhanças entre as histórias apresentadas. Os alunos também utilizaram fantasias e outros recursos para recontar e dramatizar a história. Entre as atividades desenvolvidas, trabalhamos: identidade, interação entre os alunos, cooperação, respeito à diversidade, escrita, quantificação, sequência, temporalidade, corpo humano, animais e localização. Após as atividades, percebemos que os alunos passaram a fazer associações, relacionando muitos fatos da história com seus contextos sociais, além de terem ampliado seu vocabulário. Entre os desafios encontrados, destacamos a baixa frequência dos alunos, o que dificultou a realização de atividades em sequência para alguns. Ainda assim, os resultados até o momento são exitosos, porém parciais, pois o trabalho encontra-se em andamento. Concluímos que devemos prosseguir com o trabalho com histórias da Literatura Infantil com a perspectiva de estímulo às potencialidades dos discentes surdos, principalmente em sua primeira língua, a Libras, a fim de formar indivíduos mais críticos e atuantes socialmente.


Texto completo:

PDF

Referências


CAMPELLO, A. R. Pedagogia visual; Sinal na educação dos surdos. In: QUADROS, R. M. & PERLIN, G. (Orgs.). Estudos Surdos II. Petrópolis: Editora Arara Azul. 2007.

RAMOS, R. C. G. Gêneros textuais: Uma proposta de aplicação em cursos de inglês para fins específicos. The Specialist, v. 25, n. 2 (107-129), 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.20395/fb.v0i38.538

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Impresso: 1518-2509
ISSN Eletrônico: 2525-6211 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Forum está avaliada como B4 no Qualis- Interdisciplinar/CAPES

 

INDEXADA EM:


Resultado de imagem para sumario.org logo  Resultado de imagem para google acadêmico Resultado de imagem para portal periódicos capes  Resultado de imagem para doaj  Imagem relacionadaResultado de imagem para livre cnen