Atuação do intérprete educacional: reflexão e discussão sobre as duas modalidades de interpretação-simultânea e consecutiva

Neiva de Aquino Albres, Vânia de Aquino Albres Santiago

Resumo


Procuramos caracterizar os aspectos tipicamente relacionados à interpretação educacional em sala de aula inclusiva que atendam alunos surdos problematizando o uso de interpretação de e para Libras nas modalidades simultânea e consecutiva como técnicas a serem adotadas pelo intérprete educacional. Para além da modalidade interpretação como técnica, há questões fundamentais de construção de sentido que perpassam as atividades em sala de aula. Estabelecendo reflexões sobre a interpretação em espaço educacional como em aula expositiva, em atividades interativas e nos processos de avaliação, entendemos que para a decisão sobre qual modalidade de interpretação é mais adequada a cada momento é preciso equacionar os fatores de competência linguística do intérprete, suas habilidades pessoais, preferências de modalidade, contexto, conhecimento do enunciador e do discurso e tempo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20395/re.v0i38.193

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Espaço

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Espaço 1990-2019 | INES - Instituto Nacional de Educação de Surdos

ISSN Impresso 0103-7668

ISSN Eletrônico 2525-6203

Indexação