A inserção dos surdos no mercado de trabalho: políticas públicas, práticas organizacionais e realidades subjetivas

Alvanei dos Santos Viana

Resumo


As discussões tratadas neste texto se dão em torno da inserção dos surdos no mercado de trabalho, abrangendo o papel das ações institucionais e as políticas públicas, as práticas organizacionais adotadas por instituições de direito público e privado, e as histórias de vida de pessoas surdas incluídas no meio produtivo. Para o fim proposto, a sua validação foi aferida pelo método da triangulação de métodos, partindo do entendimento de que essa abordagem considera a participação e as percepções dos sujeitos envolvidos na criação e na implantação de programas sociais, considerando as relações e as representações como parte fundamental dos êxitos e limites das ações exercidas em diversas micro e macrorrealidades (MINAYO, 2005). Assim, sustenta- se que tal método permite a combinação e o cruzamento de múltiplos pontos de vista que acompanham o trabalho de investigação, permitindo uma interação crítica, intersubjetiva e comparação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20395/re.v0i36.225

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Espaço

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Espaço 1990-2019 | INES - Instituto Nacional de Educação de Surdos

ISSN Impresso 0103-7668

ISSN Eletrônico 2525-6203

Indexação