A expansão e o registro do léxico terminológico em LIBRAS: a contribuição do manuário acadêmico do INES

Janete Mandelblatt, Wilma Favorito

Resumo


A presença cada vez mais numerosa de estudantes surdos em todos os níveis e modalidades da educação brasileira tem feito crescer, substancialmente, nos últimos anos, a demanda pela criação de sinais-termo para nomear conceitos referentes às diferentes áreas do conhecimento, bem como a demanda por obras lexicográficas para registro e divulgação desses novos itens lexicais. Entre os trabalhos com esse objetivo, localiza-se o Manuário Acadêmico e Escolar, resultante da investigação de um grupo de pesquisa do Departamento de Ensino Superior (DESU) do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), composto de docentes, discentes e intérpretes da instituição, além de colaboradores externos. O produto, definido como um dicionário terminológico bilíngue da área da Pedagogia e das disciplinas do Ensino Básico, em processo de elaboração e aprimoramento, conta atualmente com um acervo de aproximadamente mil sinais, dos quais uma centena já com seus verbetes apresentados num formato moderno, dinâmico e original. Este artigo tem como objetivos situar o Manuário no processo de dicionarização da Língua Brasileira de Sinais, expor e discorrer sobre o processo de pesquisa e validação dos sinais divulgados por meio desse instrumento pedagógico de registro linguístico e consulta, e sugerir, em diálogo com outros autores, possíveis contribuições para a Lexicografia Terminológica da Libras.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20395/re.v0i49.431

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Espaço

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Espaço 1990-2019 | INES - Instituto Nacional de Educação de Surdos

ISSN Impresso 0103-7668

ISSN Eletrônico 2525-6203

Indexação