A influência da inserção da Libras no currículo da formação em Pedagogia

Ivan-Íres de Sant'ana Gonçalves, Patrícia Rocha Pordeus

Resumo


O reconhecimento oficial da Língua Brasileira de Sinais foi feito pela Lei 10.436 de 22 de dezembro de 2002, regulamentada pelo Decreto nº 5.626 de 22 de dezembro de 2005. O decreto, ao ser promulgado, determinou a obrigatoriedade da disciplina de Libras nos cursos de formação de professores do magistério do curso de Fonoaudiologia e nas licenciaturas, incluindo o curso de Pedagogia. Neste trabalho tivemos como objetivo analisar inserção da Libras no curso de Pedagogia, através de publicações, no período de 2005 a 2015. Para isso, utilizamos a pesquisa bibliográfica para selecionar artigos relacionados à inserção desta disciplina nos currículos de Pedagogia. Segundo as publicações analisadas, a carga horária destinada à disciplina é insuficiente para a formação bilíngue prevista no decreto, além de não haver diretrizes sobre o conteúdo a ser trabalhado. Como resultado, foi encontrada também uma boa receptividade por parte dos alunos e resistência do corpo docente em algumas instituições de ensino. É incontestável a importância da disciplina de Libras no curso de Pedagogia por proporcionar aos futuros pedagogos um novo conhecimento, e um olhar mais sensível aos direitos das pessoas surdas na sociedade.

Palavras-chave


Língua Brasileira de Sinais. Pedagogia. Currículo.



DOI: http://dx.doi.org/10.20395/fb.v1i35.295

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Impresso: 1518-2509
ISSN Eletrônico: 2525-6211 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Forum está avaliada como B4 no Qualis- Interdisciplinar/CAPES

 

INDEXADA EM:


Resultado de imagem para sumario.org logo  Resultado de imagem para google acadêmico Resultado de imagem para portal periódicos capes  Resultado de imagem para doaj  Imagem relacionadaResultado de imagem para livre cnen