DIFERENÇAS NA ESCOLA: REFLEXÕES A PARTIR DAS FALAS DOS SUJEITOS ESCOLARES

Renato Poubel de Sousa Assumpção

Resumo


Este texto é um recorte de minha dissertação concluída em 2012 vinculada à Faculdade de Formação de Professores da UERJ. A pesquisa, de cunho qualitativo, buscou investigar situações e diálogos vividos com diferentes sujeitos praticantes do e no cotidiano de duas escolas públicas. Meu interesse foi o de buscar as falas que se encontram no cotidiano destas escolas. Estas representam uma parcela da comunidade escolar cuja presença e voz tem sido historicamente silenciada, desqualificada nas pesquisas acadêmicas. Esses sujeitos são estudantes, serventes, inspetores, merendeiras, dirigentes de turno, professores, pessoas pertencentes à comunidade escolar em geral. A provocação a que me coloquei foi a de identificar algumas concepções sobre educação física a partir de diálogos produzidos no cotidiano. Para tanto procurei problematizar a seguinte questão: O que as situações vividas no cotidiano escolar, de duas escolas públicas onde trabalho, me ajudam a (re)pensar sobre a educação física escolar? Este texto pretende, portanto, socializar as discussões tecidas durante a pesquisa, buscando contribuir com os estudos do cotidiano na educação física escolar.  


Palavras-chave


Educação física escolar. Educação. Cotidiano escolar. Concepções de educação física. Sujeitos praticantes

Referências


ALVES, N. Decifrando o pergaminho – os cotidianos das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In: OLIVEIRA, I. B.; ALVES, N. (Orgs). Pesquisa nos/dos/com os cotidianos das escolas. Sobre redes de saberes. 3ª ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2008. p. 15-38.

BETTI, M. & ZULIANI, L. R. Educação Física Escolar: Uma Proposta de Diretrizes Pedagógicas. São Paulo: Mackenzie de Educação Física e Esporte, v1 n°1 p. 73-81. 2002.

BETTI, Mauro. Educação Física e sociedade: a educação física na escola brasileira. 2ª ed.ampl. São Paulo: Aderaldo & Rothschild, 2009.

BRASIL; S. E. F. Parâmetros curriculares nacionais: educação física. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: Artes de Fazer. Petrópolis/ Rio de Janeiro: Vozes, 1996.

CHICON, J. F. Inclusão e Exclusão no Contexto da Educação Física Escolar. Porto Alegre: Movimento, v. 14, nº. 01, p. 13-38, jan./abr. de 2008.

CUNHA JÚNIOR, C. F. F. As relações de gênero e o cotidiano do professor de Educação Física: em prol de uma pedagogia não-sexista. Niterói: ENFEFE, novembro, 1996.

DARIDO, Suraya Cristina. A educação física na escola e o processo de formação dos não praticantes de atividade física. Rev. Bras. Educ. Fís. Esp., São Paulo, v. 18, n. 1, p. 61-80, jan./mar. 2004.

DARIDO, Suraya Cristina et al. Educação Física no Ensino Médio: Reflexões e ações. Motriz, Rio Claro, v. 5, n. 2, p. 138-145, dez. 1999.

GUIRALDELLI JR., P. Educação Física progressista. A pedagogia crítico-social dos conteúdos e a Educação Física brasileira. 8ª ed. São Paulo: Loyola, 2003.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução de TOMAZ T. S. e GUARACIRA L. L. 6. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Rio de Janeiro: Revista Brasileira de Educação, nº 19, jan./abr. 2002.

MATURANA, H. Emoções e Linguagem na Educação e na Política. Belo Horizonte: UFMG, 2002.

MATURANA, H. e VERDEN-ZÖLLER, G. Amar e brincar: fundamentos esquecidos do humano. São Paulo: Palas Athena, 2004.

MEDINA, J. P. S. A Educação Física cuida do corpo e... “mente”: bases para a renovação e transformação da Educação Física. 9. ed. Campinas: Papirus, 1990.

MORIN, E. Introdução ao Pensamento Complexo. Tradução de Eliane Lisboa. Porto Alegre: Sulina, 2006.

NÓVOA, A. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

OLIVEIRA, I. B. & SGARBI, P. Estudos do Cotidiano & Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

OLIVEIRA, V. M. O que é Educação Física. 11. ed. São Paulo: Brasiliense, 2004.

PRADO, V. M. & RIBEIRO, A. I. M. Gêneros, sexualidades e Educação Física escolar: um início de conversa. Rio Claro: Motriz, v.16 nº.2 p.402-413, abr./jun. 2010.

RIBEIRO, S. M. & ARAÚJO, P. F. A formação acadêmica refletindo na expansão do desporto adaptado: uma abordagem brasileira. Campinas: Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 25, nº. 3, p. 57-69, maio 2004.

RODRIGO, D. & NUNO, F. Mini Larousse Dicionário da Língua Portuguesa. 2. ed. São Paulo: Larousse do Brasil, 2008.

SANTOS, B. de S. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

______. Um discurso sobre as ciências. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

SILVA, T. T. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

______. A produção social da identidade e da diferença. Caxias do Sul: UCS, 2007. Disponível em: . Acesso em: 2 abr. 2011.

SKLIAR, C. B. & SOUZA, R. M. S. O debate sobre as diferenças e os caminhos para se (re)pensar a educação. Publicações Educação de Surdos Artigos - Centro de Educação a Distância - Universidade do Estado de Santa Catarina, Santa Catarina, fevereiro, 2003. Disponível em: . Acesso em 13 de novembro de 2011

SKLIAR, C. B. Diferenças. As armadilhas de um sistema de exclusão. Folha Dirigida, Entrevista a folha dirigida referente ao especial dia do professor, 2003a. Disponível em: . Acesso em 5 de novembro de 2011

______. Diferenças. A educação e a pergunta pelos Outros: diferença, alteridade, diversidade e os outros “outros”. Ponto de Vista, Florianópolis, n.05, p. 37-49, 2003b

______. Os Estudos Surdos em Educação: problematizando a normalidade. In: SKLIAR, C. B. A surdez: um olhar sobre as diferenças. 4ª ed. Porto Alegre: Mediação, 2010. p. 07- 32.

SOUZA, J. et al. Histórias de exclusão nas aulas de Educação Física e Jogos Estudantis da Semana da Pátria: considerações acerca do processo de construção de um objeto de pesquisa. Edfdeportes Revista Digital, Buenos Aires - Ano 14 - nº 138 – Novembro 2009. Disponível em: . Acesso em 13 de novembro de 2011




DOI: http://dx.doi.org/10.20395/fb.v1i34.42

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Impresso: 1518-2509
ISSN Eletrônico: 2525-6211 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Forum está avaliada como B4 no Qualis- Interdisciplinar/CAPES

 

INDEXADA EM:


Resultado de imagem para sumario.org logo  Resultado de imagem para google acadêmico Resultado de imagem para portal periódicos capes  Resultado de imagem para doaj  Imagem relacionadaResultado de imagem para livre cnen