Desenvolvimento de instrumentos didáticos na perspectiva da surdez

Hugo Pinto, Patrícia Temporal

Resumo


Apesar de sermos a favor de uma educação bilíngue para surdos, sabemos que em todo o mundo, a concepção de educação especial, vem apresentando uma tendência direcionada à inclusão. As leis e políticas de inclusão que amparam o surdo em sua vida escolar representam grandes conquistas, mas sozinhas não garantem ao surdo o acesso à aprendizagem em sua plenitude, pois há a necessidade de desenvolvimento de estratégias e materiais especializados adequados ao desenvolvimento destes indivíduos, considerando suas especificidades. Infelizmente, a carência de materiais bilíngues continua mantendo o surdo à margem da sociedade, pois praticamente  inexiste material didático, das mais diversas disciplinas escolares, em LIBRAS  (Língua Brasileira e Sinais).Foi  nesta perspectiva que o grupo de pesquisa de Desenvolvimento de Instrumentos  Didáticos Acessíveis na  Perspectiva da Surdez (DIDAPS) foi criado. O grupo pesquisa formas eficientes de ensino-aprendizagem de ciências na perspectiva da educação bilíngue  inclusiva e produz materiais didáticos cessíveis a  surdos. Faz parte do  projeto a produção de materiais bilíngues em vídeos e  impressos em língua portuguesa, além da pesquisa da eficácia de tais materiais para o ensino de surdos.Entre as atividades desenvolvidas no momento,  se encontram:1)  Videoaulas “Sinalizando Ciências”: videoaulas com conteúdos de ciências, elaboradas por  professores de física, química e biologia, com abundância  de recursos visuais e toda explicação em LIBRAS, além de opções de legenda e áudio, na perspectiva da inclusão.2)  Videolivro  “Um menino do Brasil”: adaptação de um livro com o mesmo nome, já escrito em  Lingua Portuguesa pela autora surda Carla Silva Souza, para  o formato de  videolivro em LIBRAS. O livro tem como personagem principal um menino surdo, e  reúne aspectos da identidade surda com conhecimentos de ciências, de folclore e  cultura brasileira. 3)  Glossário  de Química: pesquisa de sinais relativos a conteúdos  específicos da disciplina  de química, organizados em forma de  vídeos. Como metodologia de trabalho, a cada semana um integrante do grupo produz material sobre um tema previamente escolhido, que é apresentado em reuniões semanais para toda a equipe. A equipe então contribui  com tal material, propondo estratégias pedagógicas, acréscimos e alterações. O material produzido já está sendo aplicado com os alunos do CAp INES na forma de  uma avaliação informal sobre sua eficiência. A  produção de material  bilíngue em vídeo é fundamental para inclusão social do surdo, uma vez que a língua de sinais é uma língua viso-gestual. Todo o  material bilíngue produzido será  disponibilizado para os alunos, para que eles possam estudar em casa e  desenvolver sua autonomia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20395/fb.v0i37.484

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Impresso: 1518-2509
ISSN Eletrônico: 2525-6211 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Forum está avaliada como B4 no Qualis- Interdisciplinar/CAPES

 

INDEXADA EM:


Resultado de imagem para sumario.org logo  Resultado de imagem para google acadêmico Resultado de imagem para portal periódicos capes  Resultado de imagem para doaj  Imagem relacionadaResultado de imagem para livre cnen