A importância da organização do espaço da sala de aula na promoção do ensino bilíngue para surdos

Bruna Arruda, Sandro Portella

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de apresentar as práticas educacionais pedagógicas que se referem à importância da organização do espaço da sala de aula para a promoção do ensino bilíngue para alunos surdos em uma escola especializada em educação de Surdos – CAp/INES. A partir das experiências e práticas aplicadas nas turmas bilíngues de 2º e 3º ano do Ensino Fundamental, refletimos sobre o potencial da escola como um ambiente possível de estímulos à aquisição de língua e de inserção em práticas sociais, destacado as necessidades e as características da sala de aula bilíngue como um espaço importante na promoção do ensino de/para alunos surdos, como apresentam a LDB (1996), QUADROS, R. M. & SCHMIEDT, M. L. (2006), e GOLDFIELD (2002). A partir dessa perspectiva, o presente trabalho é desenhado sobre a metodologia de estudos de caso, visando a compartilhar a práxis e os benefícios para o desenvolvimento do aluno surdo na educação básica.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL, MEC. Decreto n. 5.626 – Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Brasília, 2005.

CAMPELLO, A. R. S. Pedagogia visual/Sinal na Educação dos Surdos. Em QUADROS, R. M. & PERLIN, G.(Orgs.). Estudos Surdos II. Petrópolis, RJ: Arara Azul, 200. p. 100-131.

GOLDFELD, M. A criança surda: linguagem e cognição numa perspectiva sociointeracionista. 3. ed. São Paulo: Plexus Editora, 2002. (Trabalho original publicado em 1997).

GESUELI, Z. M. & MOURA, L. de. Letramento e surdez: a visualização das palavras. In: ETD – Educação Temática Digital. Campinas, v. 7, n. 2, p. 110-122, jun. 2006. p 110-122.

LEBEDEFF, T. B. Análise das estratégias e recursos surdos utilizados por uma professora surda para o ensino de língua escrita. Perspectiva. Florianópolis, v. 24, p. 139-152, 2007b.

OLIVEIRA, S. Texto visual e leitura crítica: o dito, o omitido, o sugerido. Linguagem & Ensino, Pelotas, v. 9, n. 1, p. 15-39, jan./jun., 2006.

QUADROS, R. M. de; Schmiedt, M. L. P. Ideias para ensinar português para alunos surdos. Brasília: MEC, SEESP, 2006.

REILY, L. As imagens: o lúdico e o absurdo no ensino de arte para pré-escolares surdos. In: SILVA, I. R.; KAUCHAKJE, S.; GESUELI, Z. M. (Orgs.). Cidadania, surdez e linguagem: Desafios e realidades. São Paulo: Editora Plexus, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.20395/fb.v0i38.524

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Impresso: 1518-2509
ISSN Eletrônico: 2525-6211 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Forum está avaliada como B4 no Qualis- Interdisciplinar/CAPES

 

INDEXADA EM:


Resultado de imagem para sumario.org logo  Resultado de imagem para google acadêmico Resultado de imagem para portal periódicos capes  Resultado de imagem para doaj  Imagem relacionadaResultado de imagem para livre cnen